Conceito de Risco

O Risco é inevitável.

Difícil, mas essencial, é aprender a conviver conscientemente com ele.

O risco de ruína é inaceitável.

Sempre teremos o Risco em nossa atividade.

Temos também a sorte de em nossa atividade, especialmente, podermos conviver de forma inteligente com os riscos e esta convivência inteligente é fundamental para nossa sobrevivência e desempenho.

Esses são alguns de nossos mandamentos:

  1. Não podemos assumir riscos que possam levar a empresa à ruína, mesmo que a realização deste evento seja remota.
  2. Não podemos assumir riscos que não estejam previstos nos objetivos do fundo, este erro pode nos levar a uma situação irreparável.
  3. A volatilidade passada de um ativo como medida de risco pode induzir a erro grave em situações extremas.
  4. Os limites de posições são válidos para qualquer prazo, inclusive o intraday. Aquele que não respeitar os limites, qualquer que seja o prazo, não pode trabalhar conosco.Nunca poderemos admitir o "jeitinho", quando o assunto for risco.
  5. Nunca poderemos dar méritos a quem não tiver visão e responsabilidade ao medir o risco em tudo o que fizer. Quem não respeitar os limites e não mostrar responsabilidade, não poderá permanecer entre nós.
  6. A responsabilidade por posições tem que ser sempre solidária. Em questões de risco não pode existir a desculpa da hierarquia, todos são responsáveis.
  7. Não devemos assumir risco sem esperança de ganho.
  8. Correlações entre ativos nunca devem ser esquecidas.
  9. A diversificação entre ativos é, teoricamente, boa, mas nem sempre possível sem sacrificar muito o ganho esperado. A diversificação embora, teoricamente, atrativa como método para diminuir o risco, na prática tende a ser pouco eficaz. Frequentemente a diversificação apenas inibe as possibilidade de boas estratégias.Podemos ter um resultado de esperança de retorno muito maior com a concentração e o risco de perda, ao final de algum tempo, muito menor do que teríamos com a diversificação. Em resumo, a melhor maneira de não perder é ganhar, e muito, se possível, mas sempre com risco limitado, tendo garantidos a sobrevivência e a saúde da empresa/carteira.
  10. Risco de ganho nunca deve e não pode ser visto como problema.
    1. Os modelos que consideram simplesmente volatilidade como medida de risco, podem muitas vezes não ser apropriados para nós.
    2. Temos que ter a consciência que não é possível ganhar o que queremos e podemos sem assumir riscos e que podemos assumir riscos calculados com muita segurança de longo prazo.
Joomla templates by a4joomla